DIÁLOGO COM CALVINO #DIÁLOGO 2 – LIVRO I – CAPÍTULO: II

No primeiro diálogo vimos que Calvino nos ensina que quase todo o conhecimento verdadeiro e sólido que o ser humano pode ter, consiste de duas partes – o conhecimento de Deus e o conhecimento de si mesmo, e inevitavelmente, ao olhar para si mesmo o homem será direcionado para o conhecimento de Deus, pois a bondade que encontramos nas pessoas e através das pessoas é uma consequência delas subsistirem em Deus. O mundo elogia atitudes de amor e conclama de que tais pessoas são merecedoras da justa retribuição de Deus, o evangelho ofende o ser humano natural porque diz que o ser humano é mal e que toda bondade vista através da vida dos seres humanos é subsistência em Deus. A bondade com a qual somos atingidos são flechas que Deus nos manda através das pessoas para que sejamos instigados a busca-lo e conhece-lo. Ao olhar para nós mesmos somos direcionados para Deus, pois há coisas em nossas vidas que são empréstimos de Deus ao ser humano; ao olharmos para Deus descubro quem eu sou de fato. Para conhecer-me preciso conhecer, em primeiro lugar, Deus! A não ser que eu queira ter uma falsa impressão de quem sou no mundo. Continuar lendo

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO – A ORAÇÃO MODELO – PARTE 02

PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS

A primeira parte da oração modelo – conhecida historicamente como a oração do Pai Nosso – é uma invocação. Invocação esta que tem muito a nos ensinar a quem nos dirigimos na oração.
Deus como Pai não é um tema central do Antigo Testamento, embora encontremos passagens no Antigo Testamento em que Deus é chamado de Pai, geralmente esse tratamento é feito em forma de analogia (cf. Deuteronômio 32.6; Salmos 103.13; Isaías 63.16; Malaquias 2.10). Somente após a vinda de Jesus Cristo, e consequentemente o seu ensinamento, é que tratar Deus como Pai torna-se característica da comunidade da fé, atualmente, no Brasil, esse termo em relação a Deus é também utilizado, equivocadamente, por pessoas que professam outra religião, até mesmo por alguns que não professam religião alguma. Precisamos reforçar, assim como foi falado no primeiro artigo, que a oração do Pai Nosso, destina-se exclusivamente para a comunidade da fé em Jesus Cristo, ou seja, são para os filhos de Deus que adquiriram esse direito por meio da fé em Jesus Cristo conforme o ensinamento de João em seu evangelho no capítulo um, versículo doze. Continuar lendo