EU IMAGINO UMA IGREJA DIFERENTE

Imagine uma pessoa que acabou de conhecer a igreja, de conhecer o lugar onde os filhos de Deus se reúnem para supostamente adorá-lo, e aprenderem a fazer tudo para glória dele, e ter comunhão uns com os outros, cuidarem uns dos outros, motivar uns aos outros, para crescerem na fé e aprenderem como sinalizar o Reino de Deus. Imagine a decepção dessa pessoa ao começar a ver aqueles que deveriam dar e ser o exemplo aos mais novos, a cometerem erros crassos, totalmente contrários a aquilo que professam e ensinam.

Imagine que ao seu lado esquerdo ela começa a ouvir uma voz diabólica, mas essa pessoa que acabou de conhecer a Deus não sabe que é diabólica essa voz. E essa voz vai mostrando o que a igreja é.
– olha igreja é isso mesmo que você esta vendo. Eles vivem dizendo que se amam, mas na verdade eles se odeiam. Fazem vista grossa a necessidade dos mais carentes. Veja como eles fazem fofocas da vida uns dos outros, se destruindo mutuamente. Veja como eles são hábeis para julgar uns aos outros. Veja como a teoria deles é muito bonita, mas a pratica é repugnante. Veja como eles se armam e se ajuntam para derrubar aqueles de quem eles não gostam e não querem que façam parte do “grupinho” deles. Veja como eles não se ajudam como eles estão preocupados em ostentar suas “bênçãos”, mais do que ser bênçãos. Veja como há uma disputa para ver quem manda mais, quem é o mais notável e proeminente entre os “irmãos”.
– A igreja é pura fantasia – diz a voz diabólica.
– você tem coragem de convidar seus amigos, seus parentes, os seus queridos para um lugar como esse?
Imagine que no intimo dessa pessoa, ela ouve uma voz, mansa e suave, uma voz empolgante, uma voz que diz a ela: pague o preço, pois Eu estarei contigo.
Uma voz que diz: a igreja não é isso que você esta vendo.
Essa pessoa então se perguntaria o que é a igreja? E se a igreja não é isso o que eu estou vendo e vivendo, como voltar à idéia original do autor da igreja?
Nem todos fazem essa pergunta, ou nem todos chegam a entender o que realmente a igreja é, ou como ela deveria ser. Porque muitos há que se afastaram da igreja alegando terem se decepcionado com a igreja. Não tiveram a oportunidade de ouvir a voz mansa e suave, do autor da igreja, redirecionando-os a idéia original da igreja. Há outros que chegaram a ouvir a voz, mansa e suave, a voz empolgante, dizendo: EU conto com você para mudar a realidade disso que eles chamam de igreja! Mas, não tiveram coragem de pagar o preço. Viram que lutar ao lado do autor da igreja é fazer parte de um grupo muito pequeno, de um grupo de homens e mulheres seletos, especiais, porém desprezados e mal interpretados, perseguidos.
São muitos os que desistem no meio do caminho.

 

Jogaram a “igreja” do Senhor Jesus Cristo no lixo, fizeram dela seu meio de alcançar status, dinheiro, e uma vida melhor. Fizeram dela um covil de ladrões, de caluniadores e oportunistas. Fizeram dela o seu meio para ser alguém na sociedade, já que fora dela não conseguem se firmar diante de tanta competitividade. Eles são homens e mulheres escancaradamente com cara de lobo, com atitudes de lobo, devorando as ovelhas do Bom Pastor, Jesus Cristo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *