BRINCANDO, SÓ COM AS PALAVRAS

 

O homem que infligir algo a alguém certamente infringe o direito desse ser,

Ele seguramente precisará retificar o desajustado para ratificar o que foi dito,
Há de se tomar cuidado para esse problema não se tornar vultoso,
Pois, se isso acontecer, o seu ser, expressado no seu rosto, ficará vultuoso,

O homem desajustado é percebido de imediato,
Como se fosse apanhado em flagrante,
Fica chocado, desesperado, suado,
Deixa de ser aromatizado, perde o fragrante,
Logo recebe o mandado e perde o mandato,
Tudo isso porque ficou exasperado;
O preço no mercado está tudo muito alto, resultado da inflação,
Isso é um abuso, desrespeito com o cidadão, consequência da infração,
Com todos esses desajustes, o homem fica violado, triste, magoado,
O governo cresce, se expande, se enriquece, fica eminente,
E com o homem desordenado fica evidente e iminente,
Que ele será maltratado, continuamente deixado de lado;
Esse tipo de governo precisa ser parado, quem vai arrear?
Para que ele seja controlado e deixe de maltratar,
Aquele que constantemente, sofre sem ter alguém para ajudar,
Este homem machucado esta, sempre, prestes a arriar;
Para esse tipo de injustiça parar de acontecer,
Um movimento tem que nascer, uma chama no povo tem que acender,
Só então a nação lutará, crescerá enfrentará os seus problemas,
E o pequeno e humilde, enfim, irá ascender;
Assento tem acento? Claro que não,
O homem quando chega, faz uma saudação,
Cumprimento educado para alargar sua reputação,
Sendo assim tão educado, alcança muito espaço,
Comprimento desejado para influenciar uma multidão,
O ser humano influenciado é diferenciado,
Atende ao pedido ao qual foi solicitado,
Deferimento, de fato,
Isso só não acontece, quando ocorre o contrário,
E aquele pedido tão esperado é adiado,
Diferimento, de fato;
Quando vemos algo errado é hora de delatar,
Para que a injustiça nesse país possa acabar,
Quando isso não acontece vemos a injustiça dilatar;
Quando há descrição sem verdade, pode haver difamação,
Mesmo que o sujeito aja com toda discrição,
Se ele não fala a verdade, o ouvinte vai duvidar,
 E discriminar o assunto abordado, mesmo que seja por um erudito falado,
Esse tipo de representação, muitas vezes é usado, para descriminar o culpado,
Não é esse, muitas vezes, o discurso usado,
Pelos políticos que deveriam representar o povo laico?
As autoridades nesse país tem um olhar desavergonhado,
Mesmo quando quebram a lei, pois para eles,
Parece que há uma dispensa da obrigação,
E com essa suposta dispensa da obrigação,
É a despensa, que fica vazia, do povão;
Essa atitude bizarra é destratar da nação,
Eles passam a mão, enche os bolsos,
Enriquece a custo do povo,
Não seria isso um distratar do compromisso com a nação?
Para que a sujeira na política possa emergir,
Serão necessários homens de boa reputação,
Que com afinco vão imergir na investigação;
Só então haverá, de fato, conserto na nação;
Viveremos em tal harmonia, como uma canção;
Podendo até ser confundido com um concerto.
Precisamos saber escolher quem vai nos governar;
Não podemos cometer os mesmos erros despercebidos;
Ou correremos o risco de ter líderes desapercebidos.
O comprimento da distancia que poderemos percorrer nesta vida
Esta diretamente relacionado com cumprimento das promessas
Para esses assuntos não podemos fazer conjetura na presente conjuntura;
É preciso que sejamos decente para não ficarmos descente;
Rumo ao abismo não há equilíbrio, descemos desenfreados;
Desconcertados estão todos aqueles que estão nesse caminho errado;
Certamente esse ser é uma pessoa que vive desconsertado.
Vamos elidir todas as falsas promessas;
Que tende a nos levar ao lugar errado;
Vamos ilidir todos os falsos ensinos;
Que nos prometem com facilidades o paraíso.
Persistir no ensino errado é imergir cada vez mais no pecado;
Para sair desse caminho censurável precisará emergir do buraco;
Quando coragem tiver para esse caminho percorrer;

 

Irás fluir com ousadia para poder fruir da verdadeira vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *