O QUE É CORRUPÇÃO?

Joãozinho tinha acabado de voltar da escola, com dúvidas a respeito de uma palavra que ele tinha ouvido lá, mas que não tinha entendido muito bem. Então chegando a sua casa, ele perguntou para sua mãe:

– Mamãe o que é corrupção?
– Corrupção é aquilo que acontece lá em Brasília meu filho. – respondeu a mãe sem pensar.
Joãozinho ainda não tinha entendido direito e insistiu com sua mãe.
– O que acontece lá em Brasília mamãe?
– muita roubalheira. – disse irritada.
– O que é roubalheira?
– É quando uma pessoa toma algo de alguém e não devolve.
– Então lá em Brasília tem pessoas que pegaram alguma coisa de alguém e não devolveu?
– Sim meu filho. Muito bem, você entende rapidinho as coisas. – esse menino vai longe – pensou a mãe orgulhosa.
– Mas o que exatamente eles roubaram mamãe?
– Dinheiro, muito dinheiro.
– De quem?
– De todos nós!
– Por que a policia não prende eles mamãe?
– Boa pergunta Joãozinho, mas eu não sei te responder.
Essa historinha ilustra bem o que a maioria dos brasileiros pensam a respeito dos políticos brasileiros, e sobre o que é corrupção no consciente social brasileiro. Corrupção para a maioria dos brasileiros é o roubo desmedido, que a maioria dos políticos brasileiros fazem nos Estados da República federativa do Brasil e em Brasília.
Mas, a final de contas, o que é corrupção?
A corrupção é um fato que acontece e está presente no mundo inteiro, em alguns lugares com menos frequência e em outros com mais presença, como é o caso do Brasil. A corrupção é um substantivo abstrato. Substantivo abstrato é aquele que designa seres que dependem de outro para se manifestar ou existir, assim é a corrupção, ela só existe porque existe o ser humano pecador. A corrupção acontece quando há o corrupto, aquele que oferece a propina, e/ou quando há o corrompido, aquele que aceita a propina. Propina é gratificação que é recebida ou dada.
O lema da corrupção é: sempre ganhar, sempre obter vantagem, lucro, lucro, lucro. Contrário ao que a maioria dos brasileiros pensam, a corrupção nem sempre vem em forma de dinheiro. Ela pode aparecer na forma de um presente, cargos políticos, emprego, uma promoção na empresa e etc. Muitas vezes a corrupção não favorece as pessoas envolvidas, o corrupto e o corrompido, mas, uma terceira pessoa, que pode ser um conhecido, um amigo, um parente, vizinho, filhos, esposa, mãe, pai e etc.
Corrupção pode ser ativa ou passiva, pelo menos, a legislação brasileira assim as define, enquadrando a primeira no artigo 333 e a segunda no artigo 317 do código penal.  Corrupção ativa é quando o sujeito, qualquer cidadão, oferece dinheiro, presente, ou qualquer outro beneficio para o agente público, policial, politico, juiz e outros, para que esse agente deixe de fazer ou faça algo em favor do corrupto ativo, o sujeito que oferece alguma dádiva em troca de favores, lembrando que o favorecido pode ser o sujeito que oferece a propina ou uma terceira pessoa que não esteja presente. Um exemplo clássico desse tipo de corrupção é aquele motorista que foi pego cometendo alguma infração e oferece um dinheiro “do cafezinho” para que o policial não o multe. Já a corrupção passiva é quando o agente público pede uma contribuição, essa contribuição pode ser em forma de dinheiro, presente, um favor, para fazer ou deixar de fazer algo. Usando o mesmo exemplo do policial no trânsito, a corrupção passiva seria configurada se ao invés do cidadão comum, o motorista, oferecesse a propina ao policial, o próprio policial pedisse qualquer contribuição para deixar o motorista sair impunemente.
Mas, será que a corrupção só acontece entre o cidadão comum e o agente público? E nas empresas privadas existe corrupção? Existe o empregado que em troca de uma promoção faz algum favor ao seu superior, como falsificar uma nota fiscal? E aquele que presencia um ato de corrupção, o conivente, não é ele também um corrupto? Precisamos ter consciência de que a corrupção está impregnada em todos os setores da sociedade, no Judiciário, no Legislativo, no Executivo, na empresa grande, média e pequena, no pobre e no rico, no religioso e naquele que não pratica nenhuma religião, na família, entre irmãos e entre pais e filhos.
Muitas e muitas vezes eu fico irritadíssimo com a corrupção que existe no Brasil e não estou falando somente de politica, estou falando do dia-a-dia, dos atos ilícitos que acontecem ao nosso redor e que ficamos sabendo ou até mesmo presenciamos. Penso que o Brasil não tem mais jeito. Acredito que ele vai continuar caminhando de mal a pior, pelo menos em sua grande maioria. A não ser que ocorra algo inesperável como a morte e um novo nascimento. O Brasil precisa ser recriado, precisar nascer de novo, só assim a corrupção será extinta de nosso meio. Mas é possível a nação brasileira ser recriada?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *