NOÉ – A FÉ QUE SE AJUSTA A REVELAÇÃO DE DEUS

Olá! Estamos de volta, depois de uma longa pausa, para dar continuidade aos nossos estudos.

Hoje voltamos à série sobre a Fé. O que é Fé? Ao longo dos estudos no capítulo 11 de Hebreus temos tentado compreender e responder esta pergunta, pois existe muita confusão, mesmo em grande parte dos evangélicos, sobre o que é fé, e com isso, vem as bizarrices e também, muitas vezes, a culpa por não ter alcançado determinada benção por não ter tido “fé”. Por isso, precisamos olhar para a Bíblia, pois ela é a nossa regra de fé e prática, é dela que temos que tirar o entendimento do próprio conceito de fé conforme o autor da Bíblia e da nossa fé – Jesus Cristo, pois o conceito bíblico de fé difere muito das religiões e do entendimento popular sobre este assunto. Voltemos a Bíblia, voltemos ao evangelho, pois só assim poderemos entender o que é fé e como agradar a Deus, “pois sem fé é impossível agradar a Deus…” (Hebreus 11.6).

Depois de falar da fé que recebe aprovação de Deus – a fé de Abel, e também da fé que agrada a Deus – a fé de Enoque, o autor da carta aos Hebreus nos apresenta o terceiro exemplo de fé conforme ele a definiu no versículo um. Chegou à vez de conhecermos a fé bíblica através do exemplo de Noé.

Pela fé Noé, quando avisado a respeito de coisas que ainda não se viam, movido por santo temor, construiu uma Arca para salvar a sua família. Por meio da fé ele condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé. (Hebreus 11.7)

Note a semelhança do começo desse versículo com a definição de fé em Hebreus 11.1:

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hebreus 11.1) “Pela fé Noé, quando avisado de coisas que ainda não se viam…” (Hebreus 11.7) O homem de fé, segundo a Bíblia, faz escolhas para o futuro e invisível e persevera nessas escolhas. Noé fez escolhas para o futuro e invisível e perseverou nessas escolhas em contraste com as coisas transitórias pertencentes ao mundo dos fenômenos. A fé não anda por vista (2º Coríntios 5.7), a pessoa de fé consegue olhar apenas um reflexo obscuro (1º Coríntios 13.12), no entanto é o suficiente para movê-la em conformidade com a vontade de Deus.  E foi exatamente isso que Noé fez, ele ajustou a sua vida a vontade de Deus. Podemos ver a obediência de Noé ressaltada em Gênesis 6.22 que diz: “Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado”. Ele ajustou a sua própria vida em função da revelação que receberá acerca do futuro. Os ajustes que ele fez foram notados pelas pessoas de sua época, por seus amigos e por sua própria família. Quem o entendeu e creu, entrou com ele na Arca e foram salvos, quem não o entendeu, não creu nele, além de não entrarem na Arca, zombaram dele, e finalmente foram mortos com o diluvio. “A fé é a completa certeza e a intima convicção que dá aos homens o poder de arriscar suas vidas em realidades invisíveis” (LIGHTFOOT, 1981, p.249). A pessoa que tem a fé bíblica, anda nesse mundo com os olhos no mundo invisível, anda por fé (2º Coríntios 5.7), ele vive e ajusta toda a sua vida na esperança de alcançar as promessas de Deus reveladas nas Escrituras, e tudo o que ele pensa e faz reflete a sua fé no mundo invisível (2º Coríntios 4.18).

Uma fé que agrada a Deus torna o sujeito que a possui em uma pessoa que põe a sua confiança em Deus. Essa confiança é caracterizada pelo ato de crer, obedecer, perseverar e esperar. Essa pessoa confia por que crê, obedece, pois acredita que aquilo que Deus falou é verdade, essa pessoa persevera em meio aos problemas e lutas, pois tem esperança de alcançar aquilo que Deus prometeu. Crer naquilo que Deus prometeu que acontecerá no futuro, leva a uma mudança de pensamento, de atitude e leva ao arrependimento dos pecados bem como o alinhamento da vida conforme a vontade revelada de Deus no presente, e esperança quanto ao futuro.

A fé envolve o olhar simultâneo ao passado e ao futuro, através da revelação especial de Deus, e uma resposta no presente. Essa resposta pode ser obediência a vontade de Deus, se o sujeito tiver fé, ou desobediência a vontade de Deus, se o sujeito não tiver fé. A minha vida sempre será uma resposta àquilo que Deus revelou sobre o passado e o futuro, se creio naquilo que ele revelou, vou obedecer, se não creio não obedecerei. Ou eu ajustarei a minha vida ou não ajustarei a minha vida em conformidade a Palavra de Deus. Se eu creio na revelação de Deus sobre o passado e o futuro, eu moldo a minha vida para viver em conformidade com as exigências dessa revelação especial. Foi exatamente o que Noé fez, ele obedeceu exatamente como Deus lhe tinha ordenado e o resultado dessa obediência foi à salvação dele e de sua família.

Noé creu nas coisas que ainda não se viam. Como podemos saber que Noé creu? Ele obedeceu e se preparou, e fez algo inédito na história da raça humana, ele construiu a Arca. Alguns dizem que a fé é subjetiva e cada um tem a sua. A fé bíblica nunca é apresentada na Bíblia somente pelo subjetivo do sujeito que a tem. A fé bíblica não é apenas subjetiva ela está intrinsecamente ligada a fé objetiva, ou seja, aquilo que eu creio está ligado ao conteúdo revelado nas Escrituras. Se houver o divórcio entre a fé subjetiva (aquilo que o sujeito crê) da fé objetiva (a revelação bíblica) não será a fé bíblica, pois a fé bíblica ensinada nas Escrituras e especialmente aqui no capítulo 11 de Hebreus nunca estão divorciadas. É por isso que vemos esse ajuste na vida de Noé e ele fazendo algo inédito na história, ele creu e se ajustou/obedeceu (parte subjetiva) a vontade revelada de Deus: Noé construa a arca (parte objetiva). Se aquilo que eu creio não estiver relacionado com o conteúdo revelado na Bíblia, não pode ser chamada de fé bíblica.

Outra coisa que a fé bíblica faz na vida de uma pessoa é colocar um temor santo em relação aquilo que Deus falou. Noé temeu a Deus, o temor santo é característica da pessoa que tem a fé verdadeira, a fé bíblica. O temor santo leva a pessoa a adotar atitudes em concordância com a vontade de Deus. Noé temeu a Deus e se submeteu reverentemente a vontade de Deus em reação ao julgamento futuro que Deus havia revelado a ele, e essa fé e temor foi demonstrado pela construção da arca. Deus disse: “darei fim a todos os seres humanos…”; “Você, porém, fará uma arca…”; “Eis que vou trazer águas sobre a Terra, o Dilúvio…”; “Noé fez tudo exatamente como Deus havia lhe ordenado.” (Gênesis 6.13,14,17,22) Noé agiu de acordo com a advertência de Deus, creu naquilo que Deus disse e agiu em conformidade com a vontade revelada de Deus.

Noé passou aproximadamente 100 anos construindo a arca. É bem provável que, naquela época, ao dar inicio a grandiosa obra de construção da arca, muitos começaram a indagar a Noé do que se tratava aquele empreendimento. A final, nunca tinham ouvido falar sobre diluvio, muito provavelmente Noé era desprezado por manter essa convicção. Foi nesse tempo que Noé começou anunciar/pregar sobre a justiça de Deus, o juízo (2º Pedro 2.5), e durante todo o tempo em que Noé levou para construir a arca, Deus esperou pacientemente, mas não houve arrependimento e somente oito pessoas foram salvas (1º Pedro 3.20). Noé foi movido por uma reverencia pela Palavra de Deus – Deus disse – Deus cumpre o que disse. A semelhança dos contemporâneos de Noé há muitos que desprezam as coisas que Deus prometeu em sua palavra que acontecerá no futuro, tais como o julgamento final e a condenação eterna daqueles que não se arrependem de seus pecados e não tem fé em Jesus Cristo. Há muitos que alegam crer em Deus, mas que não tem as suas vidas ajustadas conforme a vontade de Deus. Há muitos que dizem amar a Deus e crer nele, mas não tem um temor santo que faz com que se submetam a vontade de Deus. Há muitos que alegam ter fé, mas não concordam com o conteúdo revelado na Palavra de Deus – a Bíblia. Para estes que agem dessa maneira a Bíblia diz que eles possuem uma fé morta (Tiago 2.26). A reação mais significativa na vida da pessoa que tem a fé bíblica é o temor santo a Deus e consequentemente surge o arrependimento dos pecados e luta contra o pecado. Vivemos em uma geração que alegar temer a Deus, mas que não luta contra o pecado, antes se entrega deliberadamente a ele, não vida de Deus em tal pessoa, a sua fé é uma fé morta. A reação da fé é o temor.

O comportamento justo e reto é expressão da fé, é a reação de alguém que foi convencido daquilo que Deus prometeu que fará no futuro, convencimento vindo pela Palavra de Deus. A fé Bíblica  faz com que o sujeito que a possui se ajuste a Palavra de Deus, onde há a semente de Deus existe luta contra  pecado e arrependimento constante.

Você tem uma fé que se ajusta a revelação de Deus?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *