POEMA: A HISTÓRIA DE ZAQUEU

Jericó, Jericó, terra milenar, com muita história pra contar,

Um oásis no deserto, lugar onde muita gente passou,

Nela, histórias interessantes aconteceram, uma delas, vou narrar,

É a história de Zaqueu, rico e pequenino, que lá morou,

A história desse homem, muitas coisas têm para nos ensinar;

 

Nessa pequena cidade milenar, onde Jesus estava a passar,

Um homem pequenino percebeu que com ele precisava se encontrar,

Correu desesperado, em meio à multidão, pois, a Jesus queria olhar,

Como era pequenino, a multidão atrapalhava, não conseguia enxergar,

Essas barreiras ele precisava superar, se não com Jesus não ia se encontrar;

 

No meio do caminho, enxergou uma figueira brava, que lá estava,

Pensou consigo mesmo: esta é minha chance, nesta figueira eu vou montar,

Subiu desesperado na figueira brava que estava lá, pois, a Jesus queria olhar,

Figueira brava, preparada para ele, com Jesus se encontrar,

Uma coisa ele não sabia, Mas, a sua vida ia mudar;

 

Vejamos como exatamente, um homem pequenino superou a multidão

Que sem perceber, estava no seu caminho tampando a sua visão

Está é a história de superação de um homem que precisava mudar

Sem saber, naquele dia que sua vida começou a se transformar

 

Disse consigo mesmo:

Talvez eu consiga ver, esse Jesus famoso, que histórias, ouvi falar,

Enquanto Jesus percorria o caminho, atravessando a cidade,

O baixinho Zaqueu, no meio da multidão gritava: deixe-me passar!

Como ninguém o ouvia, não o deixando atravessar, pensou numa estratégia

Pois aquele homem estava decido e nada o impediria de Jesus encontrar

Junto a multidão tampando sua visão, percebeu uma arvore, sua oportunidade

Pois por ali Jesus deveria passar, seria a oportunidade perfeita de o admirar

Numa corrida incessante, sem hesitar subiu na figueira brava, para vida mudar

O que o pequenino Zaqueu, não sabia, mas a partir daquele dia ele cresceria

De dentro para fora, o crescimento que muitas vezes só Deus pode observar

Mas este desenvolvimento deixa um rastro no caminho, como o cheiro no ar

 

Quando Jesus passou por aquele caminho, olhou para cima e viu Zaqueu

O pequeno homem, admirado por Jesus para ele ter olhado, ficou animado

Disse Jesus bem alto: Desça dai Zaqueu, depressa, pois hoje é dia de festa

No céus os anjos se preparavam, o coral estava posto, todos já esperavam

Pois na Terra um pecador, baixinho, do arrependimento se aproximava

Disse-lhe Jesus: Zaqueu vou para a sua casa, ele sem hesitar pulou da arvore

Era tanta alegria que Zaqueu não se continha, deixava transparecer sua euforia

 

O povo queixoso, reclamava, murmurava, não entendiam, eles nada sabiam

Misericórdia quero, era o que Deus havia ensinado, para o bem de todos

Mas o coração endurecido do povo afastado ignoravam Jesus e o reprendiam

Sem entender aquele momento, o maior dos milagres aos olhos dos povos

Zaqueu estava sendo curado, pois o médico dos médicos que cura a alma

Havia definitivamente mudado a sua vida, entrando em sua casa

 

Os sinais de sua cura logo ficariam evidentes, é que Zaqueu mudou de repente

Jesus entrando em sua casa, mudou o seu pensamento, mudou toda estrutura

Aquele homenzinho agora era um novo homem, grande aos olhos de Deus

Abandou seus velhos hábitos, livrou-se do pecado, transformou a sua mente

Ele queria nova vida viver, e alegrar o coração daquele que o encontrou na rua

Assim, livrou-se de todo embaraço que arruinara sua vida nos negócios seus

 

Jesus anunciou, em alto e bom som, para todos ouvir, a cura havia chegado ali

Zaqueu foi transformado, foi achado, foi salvo, agora vivo, luta contra o pecado

Ele finalmente podia descansar, pois na sua casa entrara esperança sem fim

Zaqueu você está salvo! Vivas, aleluias, agora o seu futuro está guardado

 

Essa foi à história de um homem doente que um dia encontrou o médico

É a biografia do pequenino homem de coragem que cresceu formidavelmente

A vida de Zaqueu ganhou sentido, encontrando Jesus, agora estava sarado

A existência de Zaqueu contada aqui, muito nos ensina a viver brilhantemente

Quando encontramos com Jesus e em nossa casa o deixamos entrar

Certezas absolutas em nossas vidas ganham forças e começamos lutar

Por isso quem entende diz a Jesus: renova-me, em minha vida vem morar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *